domingo, 9 de julho de 2017

O santo ermitão e o servidor que não entendia as pregações

Santo Antônio do Deserto. Burgos, Espanha
Santo Antônio do Deserto. Burgos, Espanha
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs





Houve um santo ermitão que morava num pobríssima cabana na floresta.

Ele mantinha um pobre servidor que não retinha nada dos ensinamentos que ouvia.

E por isso nunca ia assistir pregação alguma.

Ele contou então ao santo anacoreta a causa pela que nunca ia a missão ou catequese qualquer que fosse:

— “Eu não consigo guardar nada do que ouço”.

Então esse santo ermitão lhe disse:

— “Pega essa panelinha”.

Porque ele tinha uma panelinha para cozinhar o peixe, e lhe disse:

— “Põe água a ferver. Quando a água estiver fervendo joga um pouco na panelinha que está toda engordurada”.

E o rústico fez o que ele mandou.

— “Vai, joga tudo fora sem deixar nada”.

Assim fez o serviçal. E o ermitão lhe disse:

— “Agora olha se ela está gordurenta como estava antes”.

O servidor tapado disse que de fato estava menos engordurada.

Então o ermitão voltou a dizer:

— “Acrescenta mais uma vez um pouco de água fervendo e joga-a fora”.

Ele o fez. E ficou ainda mais limpa.

São Bernardino de Siena foi autor de muitas fábulas moralizadoras. Benvenuto di Giovanni (1436 - 1509-1518)
São Bernardino de Siena foi autor de muitas fábulas moralizadoras.
Benvenuto di Giovanni (1436 - 1509-1518)
E lhe ordenou agir da mesma maneira diversas vezes. E de cada vez a panelinha estava mais limpa.

Por fim, o santo ermitão lhe disse:

— “Tu falas que não reténs nada na cabeça! Sabes por quê? Porque tu tens tua mente engordurada como estava a panela.

“Vai e enche-a de água e verás que logo tua mente se purificará.

“E acrescenta um outro pouco. E quanto mais, mais limpa ficará.

“Quanto mais vezes ouvirás a palavra de Deus, tanto mais tua mente se desentupirá.

“E quanto mais limpa ficar, tanto mais compreenderás a palavra de Deus.

“No fim, tua mente estará inteiramente limpa e purificada sem sujeira nem coisa feia alguma”.



(Autor: San Bernardino de Siena, “Apologhi e Novellette”, Intratext)



CRUZADAS CASTELOS CATEDRAIS HEROIS ORAÇÕES CIDADE SIMBOLOS
AS CRUZADASCASTELOS MEDIEVAISCATEDRAIS MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISA CIDADE MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário